Histórico

O Centro de Documentação e Pesquisa em História (CEDOPE) está vinculado ao Departamento de História da Universidade Federal do Paraná (DEHIS/UFPR) e conta com o apoio institucional de seu programa de Pós-Graduação (PGHIS/UFPR). Suas raízes podem ser localizadas no ano de 1996, quando o Prof. Magnus Roberto de Mello Pereira passou a se preocupar com a necessidade de revigorar o campo de estudos voltados à história do Paraná: de fato, constatava-se um vazio historiográfico concernente ao período anterior à criação da Província do Paraná, em 1853. Agregando-se a este ideal, a Profa. Maria Luiza Andreazza elaborou, em 1997, o “Projeto CEDOPE”, então “Centro de Documentação e Pesquisas – Paraná, século XVIII”, formalizando a criação de um laboratório dedicado a atividades de pesquisa, ensino e extensão – tendo como foco a revitalização da produção historiográfica da região.

Em seus primórdios, o acervo documental do CEDOPE contava com documentação eclesiástica e civil arquivada no DEHIS – à época recém-organizada pela Profa. Cacilda Machado –, bem como com documentação camarária e militar do acervo do Prof. Magnus. Dessa forma surgiu, em 1997, o Centro de Documentação. Em conseqüência, e graças aos esforços do Professor Magnus Pereira, o DEHIS concedeu ao projeto uma pequena sala no 60 andar do Edifício D. Pedro I, agregando-se formalmente à proposta os professores Antônio Cesar de Almeida Santos, Sergio Odilon Nadalin, José Roberto Braga Portella e vários alunos de graduação e pós-graduação.

Em 1999, foi dado um passo adiante, tendo em vista a necessidade de renovar o próprio conceito de “região”. Assim, o fundamento da existência do CEDOPE não seria mais a História do Paraná, mas o Império Português, no qual se situaria a região meridional da América. Dessa forma, o CEDOPE permaneceu com sua sigla, mas alterou seu nome para “Centro de Documentação e Pesquisa da História dos Domínios Portugueses, séculos XV-XIX”.

Como resultado, o Centro tornou-se um dos núcleos pioneiros para o estudo do Império Português, agregando novos pesquisadores e desdobrando seu leque de interesses não só para outras regiões do Brasil, mas para o conjunto dos domínios lusos. 

Cumprida esta etapa de difusão e de incentivo à produção acadêmica dos temas que foram seu propósito inicial, o CEDOPE resolveu, em 2017, através da alteração de seus estatutos, abrir os seus interesses para novos objetos de pesquisa.

Atualmente, o CEDOPE tem como objetivo central constituir-se em centro de pesquisas em História, privilegiando a investigação de aspectos relativos à vida cotidiana de sociedades, com ênfase no estudo das dinâmicas populacionais, familiares, políticas, religiosas e administrativas, e de suas representações. As pesquisas desenvolvidas pelo CEDOPE contemplam o amplo recorte temporal que compreende o século XVI ao XXI.

Com vistas a atender a este amplo programa de pesquisas, o CEDOPE mantém acervos que permitem acesso indireto a fundos documentais dos mais diversos arquivos locais, regionais, nacionais e internacionais. Seu propósito é garantir e facilitar o acesso a estas fontes, valendo-se das atuais e futuras tecnologias de reprodução de documentos, no âmbito das potencialidades das Humanidades Digitais.