Pesquisa

PROJETOS DE PESQUISA

Fundamentos conceituais do  Behaviorismo radical – Epistemologia, ética e culturaProfessor responsável: Alexandre Dittrich.

*O projeto de pretende contribuir para o aprimoramento dos fundamentos conceituais da filosofia behaviorista radical, em seus aspectos epistemológicos, éticos e culturais. O objeto de análise privilegiado é o texto skinneriano, do qual emerge esta filosofia. Contudo, a pesquisa também fará recurso, quando pertinente, a textos redigidos com o intuito de criticar, aperfeiçoar ou expandir esta filosofia, sejam seus autores identificados a ela ou não.

Trabalho, Educação e Psicologia na Sociedade Contemporânea: a formação do indivíduo no e para o mundo do trabalho contemporâneo.Professor responsável: João Henrique Rossler.

*Pesquisa que tem como objetivo analisar as relações e determinações entre a esfera do mundo do trabalho, a educação e a psicologia, hoje, no que se refere à nova subjetividade que se configura e vem sendo configurada no interior da sociedade contemporânea.

Escolha Profissional e Exploração Vocacional em estudantes de Ensino Médio Público: subsídios para ações de Orientação Profissional Professora responsável: Luciana Albanese Valore.

*Investiga características sociodemográficas, situação da escolha profissional e comportamento de exploração vocacional de estudantes de ensino médio público com vistas a obter subsídios para projetos de orientação profissional com esta população.

Escolha, Planejamento e Orientação de Carreira na Contemporaneidade: uma leitura institucional de discursos – Professora responsável: Luciana Albanese Valore.

*A presente pesquisa tem como objeto os discursos sobre a escolha, o planejamento e a orientação de carreira. Visa a investigar os sentidos atribuídos a estas práticas e suas relações com os cenários sociais atuais, especialmente no que estes se referem às transformações no mundo do trabalho.

Efeitos Subjetivos da Formação em Psicanálise: uma análise institucional de discursos – Professora responsável: Luciana Albanese Valore.

*A presente pesquisa propõe uma análise institucional da psicanálise, concebendo-a, a partir dos pressupostos foucaultianos, como campo do saber e instituição discursiva produtora de subjetividades. Investiga, no discurso de estudantes de Psicologia, os efeitos subjetivos produzidos na relação estabelecida com este saber durante a graduação.

Para além dos impossíveis da educação: a validação do sujeito (do inconsciente) na escola. – Professora responsável: Luciana Albanese Vallore

* Ao mesmo tempo em que institui a psicanálise como um campo do saber, Freud nos adverte: a psicanálise, como prática voltada à cura, configura-se como um impossível. E vai além: tal impossibilidade marca igualmente dois outros ofícios: o de governar e o de educar. O presente estudo origina-se do mal estar que estes tantos impossíveis provocam a quem, no exercício de uma dessas profissões, propõe-se a desafiá-los ou – no limite – a compreendê-los. O objetivo desta pesquisa consiste, pois, em delinear as possibilidades de atuação do psicólogo, de orientação psicanalítica, no contexto escolar. Considerando os diferentes conceitos de sujeito engendrados no discurso da psicanálise e no discurso da educação, busca-se responder à questão: qual a possibilidade de validação do sujeito do inconsciente, na atenção à sua singularidade, nas práticas educativas contemporâneas? Para tanto, procede-se à análise dos discursos que circunscrevem os ideários da educação na contemporaneidade, ao estudo das proposições freudianas correlatas ao tema, à investigação e à discussão do trabalho de psicanalistas que, desde Freud, têm se debruçado no campo da interface entre psicanálise e educação. Como contribuição, espera-se colaborar na discussão dos limites e dos alcances da atuação do psicanalista inserido na escola, bem como na compreensão de suas possibilidades e modos de subjetivação –como psicanalista- num contexto outro que não o do consultório.

Práticas de Letramento e Processos Subjetivos: um estudo sobre exclusão Escolar.Professora responsável: Miriam Aparecida Graciano de Souza Pan.

* Investigação e intervenção nas práticas de letramento escolar e nos processos de produção de subjetividade.

Processos subjetivos e instituições contemporâneas: um estudo das Políticas Públicas Inclusivas. Professora responsável: Miriam Aparecida Graciano de Souza Pan.

*Esta pesquisa objetiva estudar as novas configurações das instituições contemporâneas e seus processos subjetivos, a partir da análise de políticas públicas inclusivas. Analisa os fundamentos teóricos e empíricos implicados na formulação, implementação e avaliação das políticas públicas inclusivas na área da educação, com ênfase especial ao chamado novo paradigma – inclusão.

Memória da Psicologia na UFPR: em busca da identidade do curso. Professora responsável: Norma da Luz Ferrarini.

*O presente estudo objetiva resgatar o histórico do curso de psicologia da Universidade Federal do Paraná a fim de buscar a sua identidade.

O sentido da psicologia e a configuração da subjetividade nos alunos de psicologia da Universidade Federal do Paraná.Professora responsável: Norma da Luz Ferrarini.

*Utilizando-se o referencial da Psicologia Sócio-Histórica, objetiva-se analisar as implicações do curso de graduação em Psicologia da Universidade Federal do Paraná na construção do sentido do que venha a ser a psicologia e no processo de configuração da subjetividade desses alunos.

O ser e o fazer na Universidade: desenvolvimento de uma metodologia da psicologia escolar e educacional para reduzir a evasão universitária.

Professora responsável: Norma da Luz Ferrarini.

 

Tem por objetivo desenvolver uma metodologia psicoeducacional própria da Psicologia Escolar e Educacional para reduzir índices de evasão em cursos de graduação de universidades públicas e contribuir para o processo de formação do psicólogo.

 

Psicanálise, Educação para a Paz e Direitos HumanosProfessor responsável: Sidney Nilton de Oliveira.

*Este estudo se propõe a investigar se a psicanálise aplicada permite compreender a lógica entre a realidade psíquica e os fenômenos sociais. Objetiva-se contextualizar e promover o diálogo da psicanálise com a educação, refletindo criticamente sobre o lugar que o professor ocuparia para uma construção efetiva de uma ética dos direito humanos.

Formação escolar de trabalhadores jovens e adultos: contribuições da Psicologia Histórico-Cultural – Professora responsável: Profª Drª Graziela Lucchesi Rosa da
Silva

* O projeto de pesquisa centra-se no estudo da formação escolar do trabalhador, na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), a partir das contribuições da Psicologia Histórico-Cultural. Objetiva analisar as produções existentes na área da Psicologia Escolar/Educacional voltadas à formação escolar do trabalhador, bem como discutir a importância da  instrução teórica para formação de níveis mais elevados de consciência e a relação entre conhecimentos espontâneos e científicos na educação destinada a jovens e adultos.

Psicopatologia e Psicologia Histórico-Cultural – Professora responsável: Profª Ms. Melissa Rodrigues Almeida

* A pesquisa tem como objetivo realizar um mapeamento da produção teórica existente no campo da psicopatologia fundamentada na Psicologia Histórico-Cultural. Pretende-se realizar um levantamento, sistematizar as produções existentes, identificar as principais temáticas dos estudos desenvolvidos por autores identificados como da Psicologia Histórico-Cultural e suas contribuições para o campo da psicopatologia.
Com essa organização, busca-se contribuir para: 1) organizar o material da Psicologia Histórico-Cultural na área, 2) sistematizar as contribuições dessa abordagem da psicologia para o campo da psicopatologia e 3) possibilitar pesquisas futuras com base nesse referencial. Aponta-se como relevante o estudo no campo da psicopatologia, tanto por sua importante prevalência na população em geral quanto pelo impacto nas relações humanas, como  considerável fonte de sofrimento. Junto disso, percebe-se que, de forma
geral, na abordagem das psicopatologias ainda predominam perspectivas naturalizantes do processo saude-doença. Entendemos que a Psicologia Histórico-Cultural pode trazer importantes contribuições com a análise do desenvolvimento das psicopatologias buscando explicar sua gênese e sua relação com a vida social.

Estudantes envolvidos:
Camila Fernanda Moro Rios
Cindy Vaccari
Irina Weiss Ribas Rosa
Marcelo Correa Cavadinha Barbosa
Pedro Brasiliense