Disciplina:

Teoria do Estado Moderno

Professores Responsáveis:

Prof. Dr. Paulo Roberto Neves Costa;
Prof. Dr. Renato Monseff Perissinotto.

Ementa:

Conceito e estruturas do Estado moderno. A relação entre Estado e classes sociais. A questão da burocracia. Fundamentos teóricos da análise do Estado contemporâneo.

Objetivos:

Apresentar os fundamentos da reflexão sociológica sobre o Estado no capitalismo a partir das concepções marxista e weberiana.

Conteúdo Programático:

UNIDADE I: O problema teórico do Estado na Ciência Política.
UNIDADE II: O conceito de Estado na obra de maturidade de K. Marx e F. Engels.
UNIDADE III: Max Weber, a política e o Estado.

Referências Bibliográficas Obrigatórias:

UNIDADE I: BORON, A. A. Estadolatria e teorias “estadocêntricas” (notas sobre algumas análises do Estado no capitalismo contemporâneo). In: _____. Estado, capitalismo e democracia na América Latina. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994. p. 243-272.
PRZEWORSKY, A. Estado e economia no capitalismo. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995.
UNIDADE II: ENGELS, F. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. Trad. Leandro Konder. 8ª ed. cap. IX: Barbárie e civilização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982. p. 177-201.
MARX, K. O dezoito brumário de Luís Bonaparte. 2ª ed. São Paulo: Abril Cultural, Col. “Os Pensadores”, 1978.
UNIDADE III: WEBER, M. Economia e sociedade. vol. II, Cap. IX: Sociologia da dominação, seção 8: A instituição estatal racional e os modernos partidos políticos e parlamentos (Sociologia do Estado), § 2 e § 3. Brasília: Ed. da UnB, 1999. p. 525-543.

Referências Bibliográficas Complementares:

ARTOUS, A. Marx, l’État et la politique. 3e. partie: État et classes socials, Chapitre 1: Autour des “Lutes de classes en France” et du “18 Brumaire”. Paris : Syllepse, 1999. p. 159-185.
BERBEROGLU, B. The 18th-Brumaire and the Controversy over the Theory of the State. Quarterly Review of Historical Studies, vol. 25 no. 2, 1986. p. 36-44.
BOBBIO, N. Marx, o Estado e os clássicos. In: _____. Teoria geral da política. Rio de Janeiro: Campus, 2000. p. 113-30.
BOBBIO, N. Existe uma doutrina marxista do Estado? In: _____. Qual socialismo? Debate sobre uma alternativa. 2ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. p. 37-54.
BOITO Jr., A. Cena política e interesse de classe na sociedade capitalista – acerca de O Dezoito Brumário de Luis Bonaparte. Critica Marxista, no. 15, 2002. p. 127 –139.
CODATO, A. N. O Dezoito Brumário, Política e Pós-modernismo. Lua Nova, vol. 6, 2005. p. 55-79.
CODATO, A. N.; PERISSINOTTO, R. M. O Estado como instituição: uma leitura das obras históricas de Marx. Critica Marxista. vol. 13, 2001. p. 9-28.
DRAPER, H. Karl Marx’s Theory of Revolution. vol. I: State and Bureaucracy. New York: Monthly Review Press, 1977.
GRUPPI, L. Tudo começou com Maquiavel. Parte I: A concepção do Estado em Marx e Engels, item: A origem do Estado segundo Friedrich Engels (1820-1895). Porto Alegre: L&PM Editores, 1983. p. 28-34.
MAGUIRE, J. M. Marx y su teoría de la política. Capítulo V: Los problemas de la acción política. México: Fóndo de Cultura Económica, 1984. p. 127-152.
MARX, K. A burguesia e a contra-revolução. São Paulo: Ensaio, 1987.
MARX, K. As lutas de classe em França de 1848 a 1850. In: Marx/Engels, Obras escolhidas Vol. I. Lisboa/Moscou: “Avante!”/ Progresso, 1982.
MILIBAND, R. Marxismo e política. Cap. IV: A defesa da antiga ordem: II Rio de Janeiro: Zahar, 1979. p. 65-110.
PERISSINOTTO, R. M. A importância do 18 Brumário de Louis Bonaparte para a teoria marxista contemporânea do Estado capitalista. Curitiba: digit , 2003 (artigo inédito).
RUBEL, M. Karl Marx devant le bonapartisme. Paris: La Haye, Mouton, 1960.
SAES, D. A questão da autonomia relativa do Estado em Poulantzas. Critica Marxista, no. 7, 1998. p. 46-66.
SAES, D. Do Marx de 1843-1844 ao Marx das obras históricas: duas concepções distintas de Estado. In: ___. Estado e democracia: ensaios teóricos. Campinas: IFCH/UNICAMP, 1994. p. 53-74.
WEBER, M. A política como vocação. In: _____. Ciência e Política — duas vocações. São Paulo: Cultrix, s/d.
WEBER, M. Burocracia. In: GERTH, H. H. & WRIGHT MILLS, C. (orgs.). Max Weber — Ensaios de Sociologia. 5ª ed. Parte II: Poder, cap. VIII. Rio de Janeiro: Guanabara, 1982. p. 229-282.
WEBER, M. Os três tipos puros de dominação legítima. In: COHN, G. (org.). Max Weber: sociologia. 3ª ed. Col. “Grandes Cientistas Sociais”. São Paulo: Ática, 1986. p. 128-141.
WEBER, M. Parlamentarismo e governo numa Alemanha reconstruída (Uma contribuição à crítica política do funcionalismo e da política partidária). In: TRAGTENBERG, M.(org.), Max Weber: ensaios de sociologia e outros escritos. Col. “Os Pensadores”. São Paulo: Abril Cultural, 1974. p. 7-91.