Flavio M. Heinz possui graduação em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1985), mestrado em Sociologia Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991) e doutorado em História e Sociologia do Mundo Contemporâneo pela Université de Paris X, Nanterre (1996). Pesquisa temas de História das Elites técnicas e do Estado, notadamente a circulação dos modelos internacionais de formação e profissionalização dos engenheiros, privilegiando uma perspectiva comparativa. Foi professor do Programa de Pós-graduação em História da UNISINOS (2000-2008) e da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2008-2014), e professor convidado (directeur détudes associé) na École des Hautes Études en Sciences Sociales (2010), em Paris, França. Lecionou na graduação e pós-graduação temas de História do Brasil (elites e modernização do Estado, fins do século XIX e primeira metade do XX) e de história global, notadamente a comparação dos processos de modernização de Japão e China, séculos XIX-XX. Atualmente é professor visitante do Programa de Pós-graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Paraná e coordena o Laboratório de História comparada do Cone Sul (LabConeSul) Foi vice-presidente da Seção Rio Grande do Sul da Associação Nacional de História – ANPUH, no período 2000-2002, e vice-presidente nacional desta entidade, entre 2005 e 2007. Nesta qualidade, foi coordenador-geral do XIV Simpósio Nacional de História, realizado em São Leopoldo (RS), em julho de 2007. No primeiro semestre de 2012 esteve em período sabático na Universidade de Oxford, Reino Unido. É membro da Society for Latin American Studies (UK) e da Sociedade Brasileira de História da Ciência. Coordena o grupo de pesquisa CNPq Laboratório de História Comparada do Cone Sul.